Inventário Permanente

Em 2016 o universo de empresas obrigadas a adotar o Sistema de Inventário Permanente é mais abrangente (Decreto-Lei 98/2015, de 2 de Junho).

As nossas soluções de gestão estão preparadas para as novas regras do Sistema de Inventário Permanente.

Com a nova legislação, está obrigado a ter um sistema informático com inventário permanente, as entidades que preencham dois dos seguintes requisitos:

– Total de balanço >=350.000€
– Volume liquido de negócios >=700.000€
– Número médio de 10 empregados / funcionários
(estes limites são por entidade / NIF, em caso de multi-loja conta a totalidade)

No entanto, alguma áreas de negócio estão dispensadas desta abrigação, são elas:

– Agricultura, apicultura, caça, produção animal
– Exploração florestal
– Silvicultura
– Industria piscatória e aquicultura
– Venda a retalho que no seu conjunto não apresentem vendas superiores a 300.000€ nem a 10% das vendas globais no período de um exercício

Estão ainda dispensadas, as entidades cuja atividade predominante seja derivada da prestação de serviços, que apresentem no período de um exercício, um custo de mercadorias vendidas e matérias consumidas que não exceda 300.000€ nem 20% dos custos operacionais.

Verifique sempre estas informações com o seu gabinete / departamento de contabilidade.